Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

A praia mais perigosa do mundo

Mäyjo, 15.03.15

avioes_h

Na praia Maho, em Sint Maarten, Caraíbas, a noção de relaxar é bem diferente que noutros pontos paradisíacos no Planeta. Tudo por causa do Princess Juliana International Airport, um aeroporto colado à praia e que a torna num local perfeito para quem gosta de aviões – mas surreal para o resto das pessoas.

Com aviões a chegar cinco vezes ao dia, é difícil aos veraneantes conseguiren deixar o stress para trás e concentrarem-se num livro ou nos banhos, e foi esse o ponto de partida para a seguinte selecção de fotos do brasileiro Daniel Botelho, do Rio de Janeiro, que passou um mês a tentar encontrar o ângulo perfeito para as suas imagens.

“Foi um trabalho desafiante. Já estive na água com tubarões brancos, sem jaula, crocodilos do Nilo, lulas-gigantes, mas estes aviões foram bem difíceis de apanhar. Eles aterram a uma velocidade de 300 km/h”, explicou Botelho ao Daily Mail.

“Precisei de tirar toneladas de fotos para conseguir aquele bocadinho de ouro”, continuou.

Nada que surpreenda os leitores do Green Savers: o aeroporto de Sint Maarten foi considerado o nono mais perigoso do mundo.

 

A praia mais perigosa do mundo (com FOTOS)

EVERYDAYCLIMATECHANGE: UM INSTAGRAM ONDE SE PODE PARTILHAR FOTOS DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Mäyjo, 15.03.15

As alterações climáticas são reais. Para os que ainda duvidam delas o fotógrafo James Whitlow Delano lançou o Everydayclimatechange, uma feed de Instagram onde fotógrafos dos cinco continentes podem partilhar fotos das alterações climáticas e como a mudança do clima afecta as populações de todo o globo.

O objetivo é partilhar fotos que comprovem que as alterações climáticas são reais e as variadas formas como afectam a população mundial.

Entre as fotos partilhadas no feed do Everydayclimatechange é possível ver fotos de florestas destruídas por incêndios em Moçambique, crianças afegãs a limpar detritos de esgotos que foram arrastados por inundações, crianças a flutuar em cima de destroços no meio das inundações em Jakarta ou o degelo no Árctico.

Qualquer pessoa pode contribuir para a causa do Everydayclimatechange. Para isso basta partilhar fotos no Instagram com a hastag #everydayclimatechange.

As fotos que se seguem comprovam que as alterações climáticas são reais e afetam a população de todo o planeta.

A realidade das alterações climáticas

 

Fotos: Everydayclimatechange

 

ESCASSEZ DE RECURSOS MARCA O SYNGENTA PHOTOGRAPHY AWARD

Mäyjo, 15.03.15

Os tópicos para a edição deste ano do Syngenta Photography Award foram a escassez de recursos e o desperdício, com o objectivo de alertar para os recursos naturais do planeta que se tornam cada vez mais escassos em algumas partes do globo.

De cerca de 100 países chegaram mais de 20.000 fotografias, que concorreram nas categorias profissional e amadora. Porém, o grande vencedor da categoria profissional foi Mustafah Abdulaziz, dos Estados Unidos, com uma fotografia que retrata a escassez de água numa comunidade africana, escreve o Guardian.

Na categoria amadora, o grande vencedor foi o alemão Benedikt Partenheimer, com uma panorâmica do céu da cidade chinesa de Shijiazhuang quase invisível devido à poluição atmosférica.

As fotografias vencedoras estão em exposição na Somerset House, em Londres, até 10 de Abril.

Veja aqui algumas das melhores fotos do Syngenta Photography Award 2015.

foto_1

Visto de cima

Mäyjo, 15.03.15

Antofagasta Region, Chile.jpg

Chuquicamata Copper Mine

Região de Antofagasta, Chile

22°18′19.66″S068°54′08.07″W

 

Grandes camiões de transporte removem cobre de Chuquicamata, a maior mina de cobre a céu aberto do mundo.

Localizado na Região de Antofagasta do Chile, a 850 metros (2.790 pés) de profundidade, o local permitiu a extração de mais de 29 milhões de toneladas de cobre.

LONDRES DO TAMANHO DE UMA CAIXA DE FÓSFORO

Mäyjo, 15.03.15

O Instagram tornou-se numa das ferramentas – senão mesmo “a” ferramenta – mais importante do globo no que toca a partilhar fotografias. Se associarmos esta rede social ao facto de os smartphones terem uma qualidade de imagem cada vez maior, então estamos perante uma mudança de paradigma no que toca à forma como consumimos não só imagens como conteúdos.

As fotos que se seguem são a prova da democratização da fotografia: elas foram tiradas por um passageiro prestes a aterrar no Aeroporto de Heathrow, em Londres, e que captou a capital britânica com o seu iPhone.

O resultado é inacreditável: Christian Barrett conseguiu transformar a megacidade numa espécie de capital em miniatura, mostrando alguns dos mais icónicos monumentos de Londres numa dimensão nunca antes vista – reduzidíssima. Veja as imagens, que revelam uma nova forma de olhar para as cidades e a sua simetria vista do topo.

Londres em miniatura